quinta-feira, 18 de março de 2010

Acho incrível tanta hipocrisia

A religião há muito que me deixa de cabelos em pé. Também eu cheguei a andar na catequese, até começar a fazer muitas perguntas e começar a ser inconveniente, porque nunca me davam resposta, por isso fartei-me e desisti. Por estes dias voltou à baila a questão da pedofilia, dos padres que abusam de crianças e jovens, dos casos que são conhecidos pelos superiores da igreja e, em vez de serem punidos, são encobertos, como sempre foram. Depois há um Papa, que cada vez me repugna mais com as suas intervenções muito pouco apropriadas, como no caso da visita a África, defender a monogamia e punir o uso do preservativo em países onde morre tanta gente com SIDA. Mas será caso que a igreja não evolui? Será que é mais importante o "não pecar" do que juntar-se à luta contra um problema de saúde pública? Será que os valores que a igreja defende não podem adaptar-se às novas realidades? Enfim. A mim apenas me revolta porque ainda há muita gente a ser "fiel" a princípios hipócritas. Então os Senhores Padres, que são os primeiros a punir quem, segundo eles, peca, em vez de darem o exemplo, são os maiores "pecadores"! Acho repugnante.

1 comentário:

Rita C disse...

E é... repugnante sim, é a palavra.

Beijos

Rita