terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Os impulsos

Sempre fervi muito em pouca água. Facilmente saio do sério e esperneio, choro, grito. A gravidez trouxe-me alguma serenidade em relação à maior parte dos assuntos. Coisas que há uns meses mexiam com o meu sistema nervoso, deixaram simplesmente de me afectar.
O homem lá de casa acha que estou mais rabujenta, mais sensível e mais nervosa. E tem razão, mas é só em casa. Sinto-me às vezes como quando era miúda e a minha mãe chegava depois de ter acontecido alguma coisa. Assim que sentia o mimo da mamã, tirava a máscara de forte e desabava. Agora acontece-me precisamente o mesmo. Quando há alguma coisa a preocupar-me ele tem que me ouvir e aturar o meu choro, os meus nervos e a minhas birras...
Ontem excedi-me. Como não me acontecia há muito. Fiz a maior tempestade por uma parvoice. Ele não é de ferro, e também tem as coisas dele por isso em vez de me acalmar com a calma normal dele, chateou-se e eu fiquei ainda mais nervosa por receber troco. A discussão foi por uma estupidez. Acabou passadas umas horas com os dois a sentirmo-nos terrivelmente mal com o que fizemos e com o que dissemos. Tenho a certeza que, hoje, ele se sente como eu - com um peso enorme na consciência. Os nervos e a ansiedade só prejudicam o bem estar da minha filha. Talvez seja um pouco a ansiedade típica de quem vai ser mãe/pai pela primeira vez. As dúvidas que surgem em relação às nossas capacidades para educar uma criança. Talvez seja isso tudo que origina situações como esta. Tenho que me acalmar. Por mim. Por ele. Pela nossa filha...

2 comentários:

Rita C disse...

Como te compreendo... desde que fui mãe que discuto pelas cenas mais parvas... a semana passada discutimos sobre a indecisão do que jantar, se bife com batata frita, se fondue... foi uma discussão tal que ficámos sem falar a noite toda. Porque eu perguntei o que ele queria e ele nao me soube responder e eu... irritei-me... desanquei e ele desancou... sem paciencia. Ontem não foi sobre bife com batatas mas foi, nem sei bem pk... ser mãe torna-nos mais fortes por um lado mas tão mais fracas por outro...

Beijos e força

Rita

Saltos Altos Vermelhos disse...

São as hormonas :D mas sim temos mesmo de nos acalmar pois não faz nada bem aos nossos rebentos! :D